O BYD está trabalhando em um motor híbrido plug-in flex projetado para uso em carros nacionais.

A BYD anuncia que todos os seus carros produzidos no Brasil terão a tecnologia flex, permitindo o uso de etanol, com foco na eletrificação e veículos com baixa emissão de carbono. A fim de alcançar esse objetivo, a fabricante estabelecerá um centro de pesquisa e desenvolvimento em sua fábrica em Caçamari (BA). A iniciativa começará com o desenvolvimento do motor flex para o Song Plus, que será um dos primeiros carros a serme fabricados na Bahia.

A BYD anuncia que todos os seus carros produzidos no Brasil terão a tecnologia flex, permitindo o uso de etanol, com foco na eletrificação e veículos com baixa emissão de carbono. A fim de alcançar esse objetivo, a fabricante estabelecerá um centro de pesquisa e desenvolvimento em sua fábrica em Caçamari (BA). A iniciativa começará com o desenvolvimento do motor flex para o Song Plus, que será um dos primeiros carros a serme fabricados na Bahia.

Embora an ideia seja uma resposta ao pedido do presidente, que busca incentivar an entrada da fabricante no Nordeste, a decisão da BYD pode ter motivos diferentes. Sua principal rival é a GWM, que também promete fabricar carros híbridos flex em sua fábrica em Iracemápolis (SP), começando com picape e SUV em 2024.

O programa de descarbonização, que ainda está em andamento, ainda não foi divulgado pelo governo, e outros ajustes serão necessários para promover o uso do etanol. O segundo estágio do Rota 2030 se concentrará mais na eficiência energética e na implementação de tecnologias mais limpas. O cálculo das emissões de CO2 terá que levar em conta a produção e distribuição de combustível ou energia elétrica. Ainda esperamos ver o Proconve L8 em 2025, com novas metas de emissões e ruídos. Isso fará com que os motores usados no Brasil mudem mais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *